Topo
Blog do Brasilianismo

Blog do Brasilianismo

Wikipédia em inglês diz que Weintraub é seguidor de teorias da conspiração

Daniel Buarque

05/11/2019 06h31


Enquanto o ministro da educação, Abraham Weintraub, trava uma batalha com editores da enciclopédia digital colaborativa Wikipédia por discordar da forma como ela descreve sua vida pessoal, a versão em inglês da plataforma diz que ele acredita em teorias da conspiração.

Em um verbete enxuto e com poucas informações sobre sua vida, formação e atuação política, a enciclopédia inclui uma área sobre "controvérsia", e destaca o perfil do ministro de acordo com parte da imprensa internacional.

"Em uma entrevista em 2018, Weintraub afirmou que o crack foi introduzido no Brasil pelos comunistas para enfraquecer o país. Ele também disse que as FARC foram convidadas como convidados de honra para o Foro de São Paulo, um encontro anual de partidos de esquerda latino-americanos. Esses comentários levaram o jornal The Guardian a classificar o Weintraub como um teórico da conspiração", diz o verbete em inglês.

A Wikipédia faz referência a uma reportagem do Guardian de abril deste ano, quando o presidente Jair Bolsonaro indicou Weintraub para o cargo. Segundo a publicação, o então novo ministro não tinha experiência em educação, e tinha opiniões realmente controversas.

"O novo ministro é um economista e professor universitário que passou a maior parte de sua carreira no setor financeiro e deu voz a teorias de conspiração de direita –argumentando no ano passado que o crack foi deliberadamente introduzido no Brasil como parte de uma conspiração comunista", dizia o jornal britânico.

Na reportagem, o jornal também ressaltava que Weintraub havia elogiado Olavo de Carvalho, citado como "um ex-astrólogo e filósofo que questionou se a Terra gira em torno do sol".

As controvérsias associadas ao nome do ministro no site em inglês não aparecem no verbete da enciclopédia em português –alvo de críticas de Weintraub. A plataforma colaborativa relata, entretanto, a disputa do ministro com a própria enciclopédia.

"Através de um email, em junho de 2019 a assessoria de imprensa do Ministério da Educação tentou solicitar, sem sucesso, a exclusão do artigo de Weintraub na Wikipédia, alegando a existência de 'interpretações dúbias'", diz a Wikipédia em português.

Segundo a Folha, Weintraub confirmou que usou a força de trabalho do Ministério da Educação para tentar apagar seu perfil biográfico na Wikipédia no Brasil.

O jornal diz que o ministro se queixa de que a enciclopédia contém informações incompletas que induzem o leitor a uma compreensão equivocada. Ele trata de uma acusação de nepotismo após ter assumido cargo de professor da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), onde também trabalham sua mulher e o seu irmão. Fala também de uma tentativa de interdição judicial do próprio pai, o psiquiatra Mauro Weintraub, em 2011.

Ainda de acordo com a Folha, o verbete de Weintraub na Wikipédia em português foi criado em 8 de abril, quando ele foi anunciado por Bolsonaro como ministro. Desde então, a página sofreu 275 edições.

Já na Wikipédia em inglês, a página sobre o ministro foi criada em 27 de abril de 2019 e passou por 49 revisões –as últimas delas em 4 de novembro.

Siga o blog Brasilianismo no Facebook para acompanhar as notícias sobre a imagem internacional do Brasil

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o Autor

Daniel Buarque vive em Londres, onde faz doutorado em relações internacionais pelo King's College London (em parceria com a USP). Jornalista e escritor, fez mestrado sobre a imagem internacional do país pelo Brazil Institute da mesma universidade inglesa. É autor do livro “Brazil, um país do presente - A imagem internacional do ‘país do futuro’” (Alameda Editorial) e do livreto “Brazil Now” da consultoria internacional Hall and Partners, além de outros quatro livros. Escreve regularmente para o UOL e para a Folha de S.Paulo, e trabalhou repórter do G1, do "Valor Econômico" e da própria Folha, além de ter sido editor-executivo do portal Terra e chefe de reportagem da rádio CBN em São Paulo.

Sobre o Blog

O Brasil é citado mais de 200 vezes por dia na mídia internacional. Essas reportagens e análises estrangeiras ajudam a formar o pensamento do resto do mundo a respeito do país, que tem se tornado mais conhecido e se consolidado como um ator global importante. Este blog busca compreender a imagem internacional do Brasil e a importância da reputação global do país a partir o monitoramento de tudo o que se fala sobre ele no resto do mundo, seja na mídia, na academia ou mesmo e conversas na rua. Notícias, comentários, análises, entrevistas e reportagens sobre o Brasil visto de fora.