Topo
Blog do Brasilianismo

Blog do Brasilianismo

Mídia estrangeira cita pauta confusa e risco para governo em manifestações

Daniel Buarque

2026-05-20T19:09:41

26/05/2019 09h41

Com uma cobertura tímida até o início deste domingo (26), com pouco destaque nos grandes veículos da imprensa internacional, as manifestações convocadas em apoio ao presidente Jair Bolsonaro são descritas como confusas. Segundo reportagens que apresentam os atos na mídia estrangeira, os atos são uma reação de um "exército de apoiadores obstinados" aos problemas e dificuldades enfrentados pelo governo em seus primeiros meses. Ainda assim, as avaliações iniciais indicam que os atos podem deixar o presidente ainda mais fraco e isolado.

Uma reportagem da agência de notícias Associated Press publicada  em veículos como o jornal norte-americano The Washington Post neste domingo pela manhã indicava que as manifestações deste domingo teriam uma pauta confusa. Segundo o texto, os atos mostravam a grande dificuldade enfrentada pelo presidente para governar, levando a uma queda rápida em sua popularidade.

A reportagem faz um balanço dos primeiros meses de governo e diz que Bolsonaro teve um começo muito ruim, com polêmicas e acusações de corrupção envolvendo sua família.

"Em meio aos primeiros contratempos, o exército on-line de apoiadores obstinados de Bolsonaro pediu manifestações no domingo em apoio ao seu presidente", explica a reportagem. "Mas sua mensagem se tornou uma mistura confusa de apelos por políticas conservadoras e críticas às instituições brasileiras, que, segundo eles, são obstáculos corruptos à agenda de Bolsonaro."

A AP indica, entretanto, que mesmo entre políticos partidários do presidente a posição era contrária às manifestações. Segundo um dos entrevistados na reportagem, Bolsonaro teria pouco a ganhar e poderia sair ainda mais enfraquecido.

A avaliação é semelhante à do professor de ciência política de Harvard Steven Levitsky. Em entrevista publicada pelo jornal britânico The Guardian em reportagem sobre os atos, Levitsky disse que as manifestações podem ter o efeito contrário ao esperado pelo presidente, deixando-o ainda mais isolado politicamente.

Levitsky é coautor do livro "Como as Democracias Morrem" (Zahar). Segundo ele, o fato de a popularidade de Bolsonaro estar em queda indica que a tática de apelo às massas não deve funcionar. "Parece um esforço muito arriscado para Bolsonaro. É mais provável que termine em seu isolamento", disse.

Além dos protestos, as grandes dificuldades enfrentadas pelo governo Bolsonaro nas últimas semanas ganharam destaque internacional em uma reportagem recente da agência de economia Bloomberg, que relata o começo de "conversas" sobre um possível impeachment de Bolsonaro.

Segundo a Bloomberg, Bolsonaro está sendo pressionado a controlar justamente o grupo mais radical de apoiadores que está se organizando para ir às ruas defendê-lo, e isso pode "implodir" o governo.

"Neste momento é difícil imaginar que ele vá completar seu mandato, pois ele está criando problemas demais", diz um entrevistado citado na reportagem.

A agência admite qque ainda é uma hiótese distante, mas a discussão indica que políticos aliados têm cada vez mais dúvidass sobre a capacidade de Bolsonaro de governar.

"O impeachment, no presente, permanece improvável e muito traumático para muitos legisladores contemplarem. Mas uma ideia alternativa –para efetivamente afastar o presidente– parece estar ganhando terreno entre alguns no Congresso", diz, citando a ideia de adoção de um semiparlamentarismo no país.

Siga o blog Brasilianismo no Facebook para acompanhar as notícias sobre a imagem internacional do Brasil

Sobre o Autor

Daniel Buarque é jornalista, escritor e fez mestrado sobre a imagem internacional do país pelo Brazil Institute do King's College de Londres. É autor de cinco livros, incluindo “Brazil, um país do presente - A imagem internacional do ‘país do futuro’” (Alameda Editorial) e escreveu o livreto “Brazil Now” da consultoria internacional Hall and Partners. Nascido no Recife, escreve regularmente para o UOL e já trabalhou como editor-executivo do portal Terra, chefe de reportagem da rádio CBN, pauteiro de Mundo da Folha de S. Paulo e repórter do Valor Econômico e do G1.

Sobre o Blog

O Brasil é citado mais de 200 vezes por dia na mídia internacional. Essas reportagens e análises estrangeiras ajudam a formar o pensamento do resto do mundo a respeito do país, que tem se tornado mais conhecido e se consolidado como um ator global importante. Este blog busca compreender a imagem internacional do Brasil e a importância da reputação global do país a partir o monitoramento de tudo o que se fala sobre ele no resto do mundo, seja na mídia, na academia ou mesmo e conversas na rua. Notícias, comentários, análises, entrevistas e reportagens sobre o Brasil visto de fora.