PUBLICIDADE
Topo

Liberação de armas pode aumentar a violência, diz análise internacional

Daniel Buarque

14/05/2019 07h20


O decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro para flexibilizar as regras para registro, posse, porte e comercialização de armas de fogo e munições a colecionadores, atiradores esportivos e caçadores do Brasil ameaça aumentar ainda mais o quadro já problemático de violência no Brasil. A avaliação foi publicada em um texto do instituto internacional de pesquisas sobre segurança InSight Crime.

Segundo uma análise publicada no site da instituição, o efeito pode ser o contrário do prometido pelo governo. As medidas teoricamente deveriam favorecer a defesa da população, mas "provavelmente vão levar a mais armas caindo nas mãos de organizações criminosas", diz.

"Remover a exigência de registrar individualmente cada arma de fogo torna provável que as quadrilhas simplesmente comprem armas no Brasil em vez de importá-las do exterior", explica.

O InSight Crime relata o aumento da procura por licenças para posse de armas no Brasil, mas diz que as novas regras também podem exacerbar o problema de grupos criminosos obterem armas de forma ilegal da própria polícia.

"A conexão problemática entre policiais e criminosos só se torna mais preocupante quando se discute a ascensão das milícias do Rio de Janeiro", diz o texto.

A organização InSight Crime é uma fundação de investigação e análise sobre crime organizado nas Américas. "Buscamos aprofundar e informar o debate sobre crime organizado na região oferecendo ao público reportagens, análises e investigações sobre o assunto e o estado dos esforços para combatê-lo", diz a apresentação do site do grupo. Criada em 2010, em Medellin, na Colômbia, a Insight Crime tem apoio do centro de estudos latino-americanos da American University, em Washington, DC.

Siga o blog Brasilianismo no Facebook para acompanhar as notícias sobre a imagem internacional do Brasil

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o Autor

Daniel Buarque vive em Londres, onde faz doutorado em relações internacionais pelo King's College London (em parceria com a USP). Jornalista e escritor, fez mestrado sobre a imagem internacional do país pelo Brazil Institute da mesma universidade inglesa. É autor do livro “Brazil, um país do presente - A imagem internacional do ‘país do futuro’” (Alameda Editorial) e do livreto “Brazil Now” da consultoria internacional Hall and Partners, além de outros quatro livros. Escreve regularmente para o UOL e para a Folha de S.Paulo, e trabalhou repórter do G1, do "Valor Econômico" e da própria Folha, além de ter sido editor-executivo do portal Terra e chefe de reportagem da rádio CBN em São Paulo.

Sobre o Blog

O Brasil é citado mais de 200 vezes por dia na mídia internacional. Essas reportagens e análises estrangeiras ajudam a formar o pensamento do resto do mundo a respeito do país, que tem se tornado mais conhecido e se consolidado como um ator global importante. Este blog busca compreender a imagem internacional do Brasil e a importância da reputação global do país a partir o monitoramento de tudo o que se fala sobre ele no resto do mundo, seja na mídia, na academia ou mesmo e conversas na rua. Notícias, comentários, análises, entrevistas e reportagens sobre o Brasil visto de fora.