PUBLICIDADE
Topo

Imprensa estrangeira vê 'explosão' musical e crise em cinema e TV do Brasil

Daniel Buarque

23/04/2019 12h33

A imagem internacional da cultura brasileira vive um paradoxo em sua exposição na mídia estrangeira. Enquanto por um lado a música brasileira tem ganhado um novo destaque, com uma 'explosão' do mercado nacional, o cinema do país vive uma crise e se vê sob forte ameaça de cortes de gastos.

Duas reportagens publicadas recentemente em veículos culturais dos EUA evidenciam fortemente isso. Enquanto a clássica revista musical Billboard publicou um texto sobre o "novo boom" da música brasileira, a Variety, uma das principais referências no cinema hollywoodiano, trata da possível paralisação da indústria de cinema e TV do Brasil.

A cultura brasileira é uma das principais representações internacionais do país. Sempre que se fala sobre a imagem do Brasil no exterior, ou sobre o soft power do país, são frequentes as referências à música brasileira (desde a bossa nova até a MPB e mesmo o rock) e ao cinema (desde o cinema novo até obras mais recentes como "Cidade de Deus", "Tropa de Elite" e "Aquarius"), além da produção da TV, grande exportadora de novelas e séries.

A música brasileira vai bem, segundo a Billboard. "Após uma década de quedas nas vendas e aumento da pirataria, a indústria musical do país onde a bossa nova e a Tropicália nasceram está ganhando vida novamente", diz a reportagem.

Segundo o texto, o Brasil voltou a subir no ranking de maiores mercados musicais do mundo graças aos serviços de streaming, que "revitalizaram a indústria musical". O Brasil se consolidou como um modelo global para este crescimento de mercado musical baseado no streaming, segundo a Billboard.

Esta retomada da música brasileira não é baseada exatamente em qualidade musical, entretanto, mas no consumo de massa. Tanto que no lugar dos estilos que ajudaram a consagrar a imagem internacional da música brasileira, quem alavanca de fato o mercado é o sertanejo e o funk.

"Enquanto Anitta é a melhor exportação musical do país, mais da metade das dez músicas mais ouvidas no Brasil em 2018 foram sertanejo", explica.

Enquanto o mercado da música cresce, o Brasil vê sua indústria de cinema e TV ameaçados por cortes em incentivos do governo –o que tem um contexto político marcado por tensões.

"A agência brasileira Ancine, a principal fonte de financiamento público do cinema do país, congelou todos os seus programas de incentivo potencialmente paralisando novas produções da maior indústria de cinema e TV da América Latina", explica a revista Variety.

Segundo a publicação, a decisão "dramática" deixou a indústria cinematográfica do país em choque e muito preocupada com o futuro.

"O congelamento de incentivos apareceu em um contexto de animosidade não disfarçada entre a indústria de cinema e TV e grandes parcelas do governo Bolsonaro, que vê a indústria de entretenimento brasileira como um ralo de orçamento do governo", diz a reportagem.

Segundo a revista, a tensão entre o governo e os produtores de cinema e TV deve gerar fortes debates e protestos ao longo das próximas semanas, com possíveis manifestações durante apresentações brasileiras em grandes eventos internacionais, como o festival de Cannes.

Siga o blog Brasilianismo no Facebook para acompanhar as notícias sobre a imagem internacional do Brasil

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o Autor

Daniel Buarque vive em Londres, onde faz doutorado em relações internacionais pelo King's College London (em parceria com a USP). Jornalista e escritor, fez mestrado sobre a imagem internacional do país pelo Brazil Institute da mesma universidade inglesa. É autor do livro “Brazil, um país do presente - A imagem internacional do ‘país do futuro’” (Alameda Editorial) e do livreto “Brazil Now” da consultoria internacional Hall and Partners, além de outros quatro livros. Escreve regularmente para o UOL e para a Folha de S.Paulo, e trabalhou repórter do G1, do "Valor Econômico" e da própria Folha, além de ter sido editor-executivo do portal Terra e chefe de reportagem da rádio CBN em São Paulo.

Sobre o Blog

O Brasil é citado mais de 200 vezes por dia na mídia internacional. Essas reportagens e análises estrangeiras ajudam a formar o pensamento do resto do mundo a respeito do país, que tem se tornado mais conhecido e se consolidado como um ator global importante. Este blog busca compreender a imagem internacional do Brasil e a importância da reputação global do país a partir o monitoramento de tudo o que se fala sobre ele no resto do mundo, seja na mídia, na academia ou mesmo e conversas na rua. Notícias, comentários, análises, entrevistas e reportagens sobre o Brasil visto de fora.