Topo
Blog do Brasilianismo

Blog do Brasilianismo

Para a mídia estrangeira, Bolsonaro mudou o Brasil antes mesmo da sua posse

Daniel Buarque

2001-01-20T19:10:26

01/01/2019 10h26

Jair Bolsonaro toma posse nesta terça-feira (1º) como presidente do Brasil, mas a sua campanha e vitória nas eleições já começaram a criar mudanças no Brasil antes mesmo de ele assumir o poder, segundo avaliações publicadas na imprensa internacional.

"Não existem dúvidas de que transformações profundas estão acontecendo", diz uma reportagem publicada pelo jornal americano The New York Times neste 1º de janeiro.

A publicação cita o anúncio de que o novo presidente deve aumentar a facilidade para a compra de armas, a maior aproximação diplomática do país com os Estados Unidos, o aumento do desmatamento na Amazônia, a formação de um governo com nomes de fora da política tradicional e as disputas sobre discussões de gênero em escolas como algumas das mudanças que se consolidaram ainda em 2018 no Brasil.

Para o Times, apesar de haver muita controvérsia em torno das mudanças trazidas pelo novo presidente, Bolsonaro reflete em parte o desejo da população por uma guinada radical na situação do país que se afundou em uma grave crise política e econômica nos últimos anos.

O jornal britânico The Guardian também fala em mudanças no país e destaca que a posse do novo presidente brasileiro atraiu especialmente os líderes populistas e de direita de outros países, indicando o alinhamento ideológico que o Brasil deve seguir a partir de agora.

"Bolsonaro fez campanha com um manifesto nacionalista e contra a corrupção, prometendo drenar o pântano político de Brasília, desenvolver reservas protegidas na Amazônia, resgatar a economia moribunda, proteger valores das famílias e tornar seu país grande. Propostas de punho de ferro para lidar com as altas taxas de crimes violentos, como liberar o porte de armas, foram centrais em sua campanha; no sábado ele tuitou sobre planos para garantir que cidadãos sem histórico de crimes tenham direito de comprar armas", diz.

Além das mudanças, o New York Times ressalta que Bolsonaro espelha o estilo do presidente americano Donald Trump na forma de lidar com a imprensa, que é tratada de forma hostil pelo novo governante brasileiro.

A comparação de Bolsonaro com Trump, frequente desde a campanha presidencial, também voltou a ter destaque internacional na cobertura da posse. Uma reportagem publicada pelo Washington Post destaca o quanto o novo presidente brasileiro tenta se aproximar do americano.

O jornal usa até mesmo o slogan de Trump no título sobre o brasileiro: "Tornando o Brasil grande novamente: Como Jair Bolsonado espelha e corteja Trump".

A referência é central também no site Politico, que destaca que o "Trump da América do Sul" toma posse no Brasil.

A eleição de Bolsonaro foi tratada de forma crítica pela maioria dos veículos de imprensa internacional ao longo de toda a campanha de 2018 –assim como o próprio Trump é tratado de forma crítica nos EUA e na Europa. O novo presidente brasileiro foi tratado como um populista de extrema-direita que ameaça a democracia do país. É de se esperar que o tom crítico se mantenha neste início de governo enquanto o mundo observa as primeiras medidas de Bolsonaro no poder.

Reportagem do jornal de economia "Financial Times" sobre a posse foca nas divisões políticas e ideológicas geradas pelo novo presidente, falando sobre medo e esperança no país.

"Entre apoiadores, a expectativa é alta de que o congressista de direita, eleito por uma onda de desgosto popular em relação ao governo anterior de esquerda, vai limpar o país da corrupção, da crescente criminalidade e vai impulsionar a economia que começa a sair da pior recessão da sua história", diz. "Outros temem seu autoritarismo latente", complementa.

Siga o blog Brasilianismo no Facebook para acompanhar as notícias sobre a imagem internacional do Brasil

Sobre o Autor

Daniel Buarque é jornalista, escritor e fez mestrado sobre a imagem internacional do país pelo Brazil Institute do King's College de Londres. É autor de cinco livros, incluindo “Brazil, um país do presente - A imagem internacional do ‘país do futuro’” (Alameda Editorial) e escreveu o livreto “Brazil Now” da consultoria internacional Hall and Partners. Nascido no Recife, escreve regularmente para o UOL e já trabalhou como editor-executivo do portal Terra, chefe de reportagem da rádio CBN, pauteiro de Mundo da Folha de S. Paulo e repórter do Valor Econômico e do G1.

Sobre o Blog

O Brasil é citado mais de 200 vezes por dia na mídia internacional. Essas reportagens e análises estrangeiras ajudam a formar o pensamento do resto do mundo a respeito do país, que tem se tornado mais conhecido e se consolidado como um ator global importante. Este blog busca compreender a imagem internacional do Brasil e a importância da reputação global do país a partir o monitoramento de tudo o que se fala sobre ele no resto do mundo, seja na mídia, na academia ou mesmo e conversas na rua. Notícias, comentários, análises, entrevistas e reportagens sobre o Brasil visto de fora.