Brasilianismo

‘Washington Post’: Compra de apoio salvou presidente mais odiado do Brasil

Daniel Buarque

A vitória do presidente Michel Temer na votação sobre investigação a seu respeito na Câmara é uma prova da habilidade política dele, segundo reportagem do ''Washington Post''. O resultado também revela tudo o que ele está disposto a fazer para se manter no poder, complementa o texto.

''Foi uma compra aberta de apoio'', explica um analista entrevistado pela publicação americana. ''Sempre soubemos que este governo troca favores, mas este caso foi de muita ostentação'', explicou.

O jornal destaca já no título da reportagem que Temer é o ''presidente mais odiado do Brasil'', e ressalta que há poucos meses todos esperavam que ele fosse retirado do poder.

Ainda assim, avalia, ele se salvou, mesmo que sem uma maioria capaz de aprovar as reformas que o governo propõe.

Siga o blog Brasilianismo no Facebook para acompanhar as notícias sobre a imagem internacional do Brasil