Brasilianismo

‘Washington Post’: Trabalhadores brasileiros pagam o preço pela corrupção

Daniel Buarque

'Washington Post': Trabalhadores brasileiros pagam preço por corrupção

Enquanto escândalos de corrupção afetam algumas das maiores empresas do Brasil, são os trabalhadores do país que mais sofrem com os impactos da crise em toda a economia, segundo uma reportagem publicada pelo jornal americano ''The Washington Post''.

''A investigação da Lava Jato resultou em prisões para muitos políticos, bem como executivos nas indústrias de construção, petroquímica e de carne do Brasil, sob a acusação de suborno envolvendo contratos governamentais lucrativos. Três anos depois, o expurgo na indústria provocou demissões em massa, afastando empresas que um dia foram mundialmente conhecidas'', diz a reportagem.

De acordo com o jornal, apesar dos efeitos positivos da luta contra a corrupção, o processo tem sido doloroso e criado desemprego, inclusive entre trabalhadores altamente qualificados.

''Muitos trabalhadores brasileiros que não participaram diretamente do escândalo pagaram um preço alto. E, como alguns dos principais executivos negociaram delações premiadas, seus funcionários se viram presos em impérios em ruínas, com setores inteiros da economia destruídos de um dia para o outro'', explica.

Na avaliação do ''Washington Post'', a crise está gerando uma ''fuga de cérebros'' de alguns dos setores mais lucrativos do Brasil, e isso pode ter um impacto duradouro na competitividade global do país.

''No momento em que a economia do país se recuperar, a próxima geração de engenheiros brasileiros pode não ter mentores experientes para orientá-los'', diz.

Siga o blog Brasilianismo no Facebook para acompanhar as notícias sobre a imagem internacional do Brasil