Brasilianismo

Estudo internacional diz que o Brasil é o 22º país mais feliz do mundo

Daniel Buarque

Estudo diz que o Brasil é o 22º país mais feliz do mundo

O Brasil é o 22º país mais feliz do mundo, diz um estudo global sobre qualidade de vida publicado nesta semana. Segundo o relatório World Happiness Report de 2017, o país melhorou levemente seu índice de felicidade entre 2005 e 2016, intervalo analisado pelo estudo.

Segundo a BBC Brasil, o país caiu cinco posições na edição mais recente do ranking. Esta foi a segunda queda consecutiva. Na edição de 2016, referente ao período de 2013 a 2015, o país já havia caído do 16º para o 17º lugar.

Relatório Mundial da Felicidade 2017 avaliou 155 países levando em consideração o Produto Interno Bruto (PIB) per capita, a expectativa média de vida, a percepção de apoio recebido no próprio ambiente social e a percepção de confiança no governo e nas empresas em relação à corrupção.

Segundo o trabalho, a felicidade é cada vez mais considerada a medida apropriada de progresso social no mundo, e deve se tornar o objetivo de políticas públicas. O projeto visa livrar os países da ''tirania do PIB'' como única medida de progresso. ''O que importa é a qualidade de vida'', diz.

Além destes itens, o estudo considera entrevistas com a população dos países para entender a percepção dela quanto à liberdade de tomar decisões próprias para influenciar suas vidas e a generosidade dos entrevistados em relação a doações.

Produzido desde 2012, com apoio da ONU, o WHR é editado por um time que inclui o economista americano Jeffrey Sachs, da Universidade de Columbia, além de John F. Helliwell e Richard Layard, que coordenam o trabalho com apoio de uma equipe de especialistas internacionais.

No topo do ranking de felicidade aparecem a Noruega, a Dinamarca, a Islândia, a Suíça e a Finlândia. O Brasil, em 22º, aparece logo depois do reino Unido, do Chile a dos Emirados Árabes, e à frente da República Tcheca, da Argentina e do México.

Os países menos felizes do mundo, segundo o ranking, são a República Centro Africana, o Burundi, a Tanzânia, a Síria e Ruanda.

Apesar de o Brasil aparecer em uma posição relativamente boa para o país, e de ter apresentado melhora no índice, o relatório não detalha a avaliação feita do país. O Brasil é mencionado uma vez nas 186 páginas do relatório, além de aparecer nas tabelas do WHR.

A classificação do Brasil neste ranking de felicidade tem um paralelo curioso com outros índices internacionais sobre o país, sua reputação e sua qualidade de vida. Em muitos desses estudos, o país aparece em torno da 20ª colocação, como no caso do índice Best Countries e o Nation Brands Index.

Siga o blog Brasilianismo no Facebook para acompanhar as notícias sobre a imagem internacional do Brasil